Saltar os Menus

Notícias

23 de Março de 2022

Encontro de Redes de Arquivo – Estremoz – 02 de junho de 2022

Lotação esgotada!

O Encontro de Redes de Arquivo, a realizar em Estremoz, decorrerá dia 2 de junho, no auditório da Biblioteca Municipal de Estremoz, sob o lema “Arquivos em Rede” e é organizado pelo Município de Estremoz com o apoio do Arquivo Distrital de Évora e da Rede de Arquivos do Alentejo – Distrito de Évora (RAA-DE).

Este encontro é dirigido a arquivistas, documentalistas e outros profissionais da informação, bem como a investigadores e a todos os interessados por estas temáticas.

Reunirá representantes de várias Redes de Arquivos do País com o objetivo de criar um espaço aberto de divulgação de boas práticas e projetos desenvolvidos por cada Rede, geradores de inovação. Tem, ainda, o intuito de servir de fórum de partilha de estratégias que permitam a valorização dos arquivos como sistemas de informação essenciais às organizações, abordando a promoção, a preservação, a gestão e a difusão do património arquivístico.

A inscrição, gratuita mas obrigatória, foi possível até à lotação total do espaço. Neste momento já não há vagas disponíveis.

Este Encontro realiza-se no dia anterior ao Encontro Transfronteiriço de Arquivos.

Programa:

9h30 – Receção aos participantes

9h45 – Abertura (Presidente da Câmara Municipal de Estremoz; representante da DGLAB)

10h00 – Apresentação de estratégias e projetos colaborativos nacionais

“Comunidade CLAV: um desafio à participação” (Pedro Penteado – DGLAB)

Projeto “Guia de Arquivos da NUT Alentejo” (Anita Tinoco – Arquivo Distrital de Beja; Glória Santos – Arquivo Distrital de Setúbal; Jorge Janeiro – Arquivo Distrital de Évora; Leonor Lopes – Arquivo Distrital de Santarém; Sandra Chaves – Arquivo Distrital de Portalegre)

Moderador: Hugo Guerreiro

10h40 – Debate

11h00 – Pausa para café

11h15 – Apresentação de estratégias e projetos colaborativos setoriais

“A Rede de Arquivos de Instituições Religiosas: um projeto colaborativo em construção” (Nuno Estevão Ferreira – Rede de Arquivos e Instituições Religiosas)

“Conhecer, proteger e estudar os arquivos de família – ARQFAM: um percurso de colaboração entre a universidade, os serviços de arquivo e os proprietários privados de arquivos de família” (Maria de Lurdes Rosa – Arquivos de Família)

“Arquivo CUF-Alfredo da Silva” (Jorge Quintas – Fundação Amélia de Mello)

Moderador: Jorge Janeiro

12h00 – Debate

12h30 – Almoço

14h30 – Apresentação de estratégias e projetos colaborativos regionais

“A Rede de Arquivos do Distrito de Bragança: primeiros passos de uma caminhada com futuro” (Domingos Barreira – Rede Arquivos de Bragança)

“Região de Aveiro Digital – a dimensão e intervenção arquivística” (Hélder Silva – Rede de Arquivos de Aveiro)

“Rede de Arquivos do Algarve: Percursos para um Serviço Educativo comum” (Sónia Negrão – Rede de Arquivos do Algarve)

15h30 – Pausa para café

15h45 – Apresentação de estratégias e projetos colaborativos regionais

“Estratégia de Gestão Integrada da Informação e Implementação do Arquivo Digital no Médio Tejo” (Sónia Santos – Rede de Arquivos do Médio Tejo)

“Estratégia de Salvaguarda do património Arquivístico (2019-2022): resultados” (Jorge Janeiro, Paula Gonçalves, Sílvia Arvana – Rede de Arquivos do Alentejo – Distrito de Évora)

“Valorizar o património documental. Vila Viçosa e os fundos das instituições religiosas” (Carlos Filipe – Rede de Arquivos do Alentejo – Distrito de Évora)

Moderador: Paula Gonçalves

16h45 – Debate

17h – Sessão de Encerramento

17h15 – Programa Cultural

Visita cultural: Opção A – Centro Interpretativo do Boneco de Estremoz; Opção B – Museu Berardo Estremoz.

Link para a página do Encontro:

https://www.cm-estremoz.pt/noticias/estremoz-recebe-encontro-de-redes-de-arquivo

INFORMAÇÕES ÚTEIS

COMO CHEGAR

A principal forma de acesso, nacional e internacional, ao concelho de Estremoz é a autoestrada A6, que estabelece a ligação entre Lisboa e Madrid.

A estrutura fundamental da rede viária concelhia é ainda definida por um itinerário principal, o IP2, que atravessa o concelho no sentido aproximadamente Norte-Sul e faz a ligação entre o Centro e Norte do País e o Algarve.

A região é ainda servida por uma excelente rede de estradas nacionais, como é o caso da E.N.4, E.N.18, E.N.372, E.N.245 ou ainda a E.N.281, estradas municipais e caminhos municipais.

https://www.cm-estremoz.pt/pagina/turismo/estremoz-como-chegar

ONDE ESTACIONAR

Saída da Autoestrada em Estremoz

Entrada em Estremoz (Veja as imagens no ficheiro abaixo)

1ª Entrada para Estremoz – segue em frente até à rotunda e sai na 2ª saída.

Siga em direção à Rua Serpa Pinto até chegar ao Jardim Público que fica do lado esquerdo – siga até ao stop (em frente fica uma igreja).

Vire à direita e siga até à rotunda. Após a 2ª saída entre no parque (Rossio Marquês de Pombal).

Após efetuar o estacionamento deve deslocar-se a pé em direção ao Lago do Gadanha – a biblioteca fica perto do Lago do Gadanha. (Veja as imagens no ficheiro abaixo)

Estacionamento_Estremoz

ONDE COMER

https://www.cm-estremoz.pt/pagina/turismo/turismo-onde-comer

folheto-restaurantes

ONDE DORMIR

https://www.cm-estremoz.pt/pagina/turismo/turismo-onde-dormir

folheto-onde-dormir

MAPAS

https://www.cm-estremoz.pt/pagina/turismo/mapas-e-guias

mapa-de-estremoz-pt

Esta notícia foi publicada em 23 de Março de 2022 e foi arquivada em: Eventos.