Saltar os Menus

Notícias

21 de Março de 2013

Imagens disponíveis dos Livros Paroquiais de Borba, Estremoz, parte de Évora e do Cartório Notarial Extinto de Vimieiro

Continuam, tal como previsto e na sequência de uma maior aproximação ao Cidadão, a ser disponibilizadas e acessíveis novas imagens do Cartório Notarial Extinto do Vimieiro, que tentaremos concluir durante 2013.

Ao mesmo tempo, continua também a disponibilização dos Livros Paroquiais dos Concelhos de Borba e Estremoz e ainda das seguintes Paróquias do Concelho de Évora: Nossa Senhora da Boa Fé, Nossa Senhora da Graça do Divor e Nossa Senhora da Natividade/Machede (em todos os casos até 1862), sendo que estas imagens foram obtidas a partir dos microfilmes feitos na década de 80 pela Sociedade Genealógica do Utah.

Vamos continuar ao longo do ano a integrar mais imagens destes e dos outros concelhos do Distrito de Évora, embora não nos seja possível fazer uma calendarização nem indicar qual a ordem de disponibilização uma vez que este trabalho está a ser efetuado com o apoio de uma entidade externa.

Numa primeira fase é nossa intenção disponibilizar os Livros Paroquiais de todos os concelhos, por ordem alfabética, até 1862. Posteriormente avançaremos para os livros de 1863 em diante.

Esta notícia foi publicada em 21 de Março de 2013 e foi arquivada em: Geral.

Comentários

  1. António Barradas - 9 de Abril de 2013

    A notícia é de valor, sem alguam dúvida.
    Procuro documentação geral digitalizada, sobre Cabrela mas não encontro aqui facilmente.
    De fato só hoje entrei neste campo do Arquivo Distrital de Évora e ainda não me familiarizei com os procedimentos de pesquisa.
    Se possível enviem-me umas dicas de como aceder a aos registos paroquiais de Cabrela, se é que estão digitalizados.
    Estou desde alguns anos a elaborar uma Monografia sobre Cabrela, que já conta com algumas centenas de páginas, e interesso-me por tudo o que acho de relevante para esta obra que não sei quando a darei por terminada, pois sei que a matéria nunca se vai esgotar.
    Agradeço a atenção

    António Barradas

Comente esta notícia