Saltar os Menus

Notícias

9 de Novembro de 2015

Documento do mês de novembro de 2015

Ermida de Nosso Senhor do Aflitos em Montemor-o-Novo

 

O documento do mês de novembro de 2015 pertence ao Fundo da Câmara Eclesiástica de Évora[1], existente no Arquivo Distrital de Évora, e pretende divulgar mais um dos muitos monumentos religiosos que, por diversas razões, foram desaparecendo, como é o caso da Ermida de Nosso Senhor dos Aflitos, em Montemor-o-Novo.

 

1

Projeto de melhoramento do caminho[2]

 

A necessidade de criar novas vias de comunicação e o abandono dos lugares de culto conduziram, em certos casos, ao desaparecimento de património religioso cuja memória é apenas recuperável com base em vestígios ainda vísiveis no local e em documentos que temos nos arquivos.

A ermida de que agora falamos foi vítima desta realidade. Num ofício datado de 6 de fevereiro de 1872, enviado pelo Presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo ao Arcebispo de Évora, consta um esboço do projeto de melhoramento de um caminho que iria implicar a demolição da ermida. Para que se pudesse proceder a este ato o arcebispado tinha de verificar a localização da ermida e mandar realizar a respetiva profanação.

A justificação da pretensão do Presidente da Câmara, Dr. Alexandre José Botelho, em deliberação camarária no ano de 1872, teve a sua origem nas condições em que se encontrava o caminho que ligava a vila ao cemitério: “quasi inteiramente intransitável o caminho que conduz d` villa ao cemitério público e Egreja de S. Francisco, que actualmente está servindo para depósito e encomendação de finados”. A juntar a isto havia o facto de a ermida se encontrar num estado de ruína tal que já não servia para nenhum fim ou culto.

 

2

Ofício do Presidente da Câmara.

 [1] PT-ADEVR-FE-DIO-CEEVR-S

[2] ARAÚJO, Paulina Margarida Rodrigues. “Câmara Eclesiástica de Évora: Catálogo/Inventário” Tese de Mestrado em Ciências da Informação e da Documentação, Universidade de Évora. 2013.

 

 

Esta notícia foi publicada em 9 de Novembro de 2015 e foi arquivada em: Documento do mês.

Comente esta notícia