Saltar os Menus

Notícias

28 de Janeiro de 2016

Comemoração do centenário do nascimento do professor e escritor Vergílio Ferreira

O Arquivo Distrital de Évora associa-se às comemorações do centenário do nascimento do escritor Vergílio Ferreira (1916-1996), galardoado com o Prémio Camões em 1992, através da divulgação do registo do seu casamento com Regina Kasprzykowski e do seu registo no recenseamento eleitoral.

Vergílio António Ferreira nasceu a 28 de janeiro de 1916, na Aldeia de Melo, concelho de Gouveia, sendo filho de António Augusto Ferreira e de Josefa de Oliveira.

Frequentou o Seminário Menor do Fundão de 1926 a 1932, entrou no Liceu Afonso de Albuquerque da Guarda em 1933 e, no ano lectivo de 1935, matriculou-se no Curso de Filologia Clássica da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Terminou a licenciatura em 1940, indo estagiar dois anos no Liceu D. João III, em Coimbra. Após o estágio, no ano de 1942, começou a sua carreira como professor de Português, Latim e Grego em Faro, no ano de 1944 foi para o Liceu de Bragança e no ano de 1945 instala-se na cidade de Évora, lecionando no Liceu Nacional, situado nas instalações da Antiga Universidade de Évora (Colégio do Espírito Santo). No ano de 1959 foi lecionar para o Liceu Camões, em Lisboa. Reformou-se de professor de liceu em 1981 com 65 anos de idade.

Dentre os seus livros, o romance intitulado “Aparição” publicado em 1959, no qual discute teorias filosóficas relacionadas com o existencialismo, é aquele que maior destaque dá ao Alentejo e, mais particularmente, à cidade de Évora.

O período de 14 anos vividos em Évora, como professor do Liceu Nacional, marcou a sua faceta de escritor e também a sua vida pessoal. A cidade e a região não esqueceram a sua passagem, tendo a Universidade de Évora instituído o Prémio Vergílio Ferreira em sua homenagem.

Foi precisamente durante a sua presença na cidade que ocorreu um dos acontecimentos marcantes da sua vida: o seu casamento.

O casamento teve lugar na Conservatória do Registo Civil de Évora a 16 de Fevereiro de 1946.

Casou com Regina Kasprzykowski, professora de Educação Visual de ascendência polaca, natural de Cedofeita, Concelho do Porto.

O Arquivo Distrital de Évora, para se associar às comemorações do centenário do nascimento, divulga o extrato do registo do casamento do escritor e o registo do mesmo como cidadão eleitor, ainda solteiro e morador na freguesia de São Pedro, Rua da Graça n.º 29, com direito a voto nas eleições para a Assembleia Nacional e para a Presidência da República, constante no Caderno de Recenseamento Eleitoral do ano de 1946.

Casamento

Cota: Conservatória do Registo Civil de Évora, Livros de extratos de registos de casamento, Liv. 6

Registo

Cota: Governo Civil de Évora, Promoção e controlo dos atos eleitorais, Recenseamento Eleitoral de Évora, ano de 1946.

Esta notícia foi publicada em 28 de Janeiro de 2016 e foi arquivada em: Documento em destaque.

Comente esta notícia