Saltar os Menus

Notícias

12 de Maio de 2016

Documento do mês de maio de 2016

Ao iniciarmos o tratamento arquivístico da documentação do Juízo de Direito da Comarca de Évora, deparámo-nos com muitos documentos incompletos, que na maior parte das vezes não conseguimos enquadrar na mesma.

O documento que destacamos no mês de maio é um exemplo elucidativo do supramencionado. É um caderno que faz parte de um processo desagregado, ainda não identificado, que inicia no fólio 26 e vai até ao fólio 31 vº.

É a relação das despesas efetuadas pelo dono de uma escrava, entre o ano de 1805 e o ano de 1826.

No início do documento o dono, que não está identificado, refere: “veio a minha escrava pa esta caza não trove de ornatos pa seu corpo mais do q huma saia e huma mantilha muito emfrior logo fiz vistir de todo o nesario asim lhe fiz o mandei fazer…”

De seguida o dono faz uma longa descrição do vestuário, calçado e jóias que comprou para a escrava ao longo de vinte e um anos. Relativamente ao vestuário salientam-se as saias, as anáguas, as camisas, os vestidos, os capotes, os lenços de seda, as meias, as ligas para as meias e os coletes. O calçado costumava ser novo indo de vez em quando a arranjar. No que toca às jóias identifica-se um cordão de ouro e brincos de pingos de água.

Este documento possibilita-nos uma leitura sobre as relações entre senhores e escravas, nomeadamente, sobre o estatuto que esta escrava teria na casa de seu dono.

 

123

 

 

 

 

 

 

 

Cota: Juízo de Direito da Comarca de Évora.

Esta notícia foi publicada em 12 de Maio de 2016 e foi arquivada em: Documento do mês.

Comente esta notícia