Saltar os Menus

Notícias

14 de Junho de 2016

Documento do mês de junho de 2016

Neste mês de junho, através da divulgação do “Livro da História da Construção do Teatro Garcia de Resende”, relembramos os 124 anos de existência de uma das salas de espetáculos mais emblemáticas da nossa cidade, o Teatro Garcia de Resende, inaugurado em junho de 1892.

Este livro contém a cópia dos documentos relativos à construção do teatro e os nomes de todos os beneméritos com o valor que doaram para esse empreendimento.

A construção do Teatro Garcia de Resende teve como objetivo principal colmatar o elevado desemprego de trabalhadores agrícolas e de artistas, que se fazia sentir no distrito. A ideia da construção surgiu do Dr. Abel Martins Ferreira, durante uma conversa de amigos no Círculo Eborense, onde estava presente o grande lavrador alentejano José Ramalho Dinis Perdigão, que tomou a peito esta decisão.

A construção teve início em 11 de abril de 1881 e desenvolveu-se sem interrupção até maio de 1883, sob a direção do construtor Manuel de Oliveira e Silva. No entanto, a morte do seu principal benemérito José Ramalho Perdigão, em 29 de janeiro de 1884, provocou um atraso de dois anos na construção do teatro.

As obras foram retomadas pelo Dr. Francisco Eduardo de Barahona Fragoso, após o seu casamento com a viúva de José Ramalho Dinis Perdigão, D. Inácia Angélica Fernandes Ramalho.

A obra ficou concluída em 1890 e o teatro foi inaugurado no dia 1 de junho de 1892, com o drama original português de Eduardo Schwalbach, O Íntimo, encenada pela Companhia de Teatro do D. Maria II.

FotoLivro

Esta notícia foi publicada em 14 de Junho de 2016 e foi arquivada em: Documento do mês.

Comente esta notícia