Saltar os Menus

Notícias

5 de Maio de 2020

Documento do mês de maio de 2020

Para assinalar o Dia do Trabalhador (1 de maio) e o Dia Mundial da Língua Portuguesa (5 de maio) divulgamos um dos livros de registo de fianças do Senado da Câmara.

No séc. XVIII os “mesteres” ou “mesteirais”, indivíduos cuja ocupação profissional dependia do trabalho manual, eram fiscalizados pelas câmaras, não podiam exercer a sua função sem serem examinados pelos examinadores do seu ofício e sem que a carta de examinação, passada pelos mesmos, fosse confirmada e aprovada pelas câmaras. Entre as normas que regulavam os ofícios dos concelhos consta que os oficiais que recebiam “coisas do alheio” estavam obrigados a depositar fiança nas câmaras e a nomear fiador.

O documento que destacamos é um dos livros de registo de termos de fiança dos mesteres da cidade de Évora, que data de 1734 e 1735, pertencente ao Fundo do Arquivo Histórico Municipal de Évora.

O conjunto dos livros com esta tipologia documental é muito interessante para o estudo da história social, económica, da família e até para o estudo do papel da mulher na sociedade na Época Moderna. A teoria de que as mulheres não possuíam um papel predominante na sociedade, que somente estavam confinadas ao ambiente familiar, cuidando do lar, do marido e dos filhos, ficando excluídas do mercado do trabalho, é contrariada pela descrição constante nos livros de fiança. Dentro da cidade as mulheres, de forma independente, ocupavam cargos específicos nos setor comercial, artesanal e de serviços como se verifica nos registos de fiança da Câmara de Évora, onde se encontram parteiras, regateiras, padeiras, forneiras, estalajadeiras, tecedeiras, medidoras, entre outras.

Os registos contêm a data em que foi feito o registo, o nome do profissional, o ofício que ocupava, o nome do fiador, a profissão do fiador e a morada do mesmo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cota: Arquivo Histórico Municipal de Évora, liv. 266, f. 1, f. 39, f. 59, f. 76 e f. 119

Esta notícia foi publicada em 5 de Maio de 2020 e foi arquivada em: Documento do mês, Documento em destaque, Efemérides.

Arquivo Distrital de Évora